https://www.google.com.br/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0CAYQjB0&url=http%3A%2F%2Fwww.carnivoras.com.br%2Falga-kelp-t4875.html&ei=6tBkVYPvHcL1ggTr_4K4Bw&bvm=bv.93990622,d.eXY&psig=AFQjCNGeqe4aNgdT9DtZOEMGsxPFwfq0uQ&ust=1432

As algas, também conhecidas taxonomicamente como Algae, que em latim significa "ervas marinhas.

o que são algas

são seres avasculares, ou seja, não possuem vasos condutores de seiva. Constituem um grande e diversificado grupo de espécies :

 

Embora tenham, durante muito tempo, sido consideradas como plantas, apenas as algas verdes têm uma relação evolutiva com as plantas terrestres (Embriófitas); os grupos restantes de algas representam linhas independentes de desenvolvimento evolutivo paralelo.

Características gerais das Algas - Diversidade dos Seres Vivos - Biologia

O que são algas? Qual o tipo de célula de uma alga?

  • Glaucophyta

    Glaucophyta é um grupo de algas de água doce. Distingue-se principalmente devido à presença de cianelas, que são cloroplastos que retêm características típicas das cianobactérias e estão ausentes dos plastos do resto das algas e plantas (por exemplo, possuem uma parede residual de peptidoglicano e carboxissomas).

    Aceita-se que as plantas verdes (incluindo as algas verdes), as algas vermelhas (Rhodophyta) e os glaucófitos adquiriram os seus cloroplastos a partir de cianobactérias endossimbióticas. Os demais tipos de algas receberam os seus cloroplastos por endossimbiose secundária, isto é, endocitando um tipo de alga que já possuía um plasto.

    Se a hipótese que postula que os cloroplastos primários têm uma origem único está correcta, os glaucófitos poderiam ser os organismos mais próximos ao que originariamente endocitou a cianobactéria que se converteria em cloroplasto.

    Estas algas possuem um só núcleo (em contraste com as Rhodophyta, que podem ter vários) e são unicelulares biflageladas. Os seus pigmentos fotossintéticos são, para além da clorofila "a", beta-carotenos, zeaxantinas e -cryptoxantina.

    Possuem mitocôndrias com cristas planas e realizam uma mitose aberta, sem centríolos. As formas móveis possuem dois flagelos desiguais, que podem ter pelos finos e estar ancorados por um sistema de varias camadas de microtúbulos, que são similares aos encontrados em algumas algas verdes.

    Os três géneros principais, todos de água doce, são:

    Glaucocystis - é imóvel, apesar de conservar flagelos vestigiais muito curtos, e possui uma parede de celulose.
    Cyanophora - é móvel e carece de parede celular.
    Gloeochaete - possui estágios móveis e imóveis; possuem uma parede celular que não é composta por celulose.

    bibliografia:http://pt.wikipedia.org/wiki/Glaucophyta

  • Rhodophyta

    Rhodophyta são popularmente conhecidas como "algas vermelhas", por sua coloração característica. Com aproximadamente 6000 espécies, a maior parte das algas vermelhas é marinha, somente 5 ou 6 espécies são de água doce. As rodófitas em geral são pluricelulares e crescem junto a algum substrato (rocha), mas há algumas formas microscópicas filamentares. Delas podem ser extraídas mucilagens, tais como agar-agar e carragenina. As algas vermelhas coralinas possuem depósito de carbonato de cálcio em suas paredes celulares o que as torna muito resistentes e sem flexibilidade. São muito abundantes, ecologicamente importantes, podem formar grandes recifes de corais. Algumas algas possuem importância econômica, na alimentação ou na produção secundária de produtos utilizados principalmente nas indústrias alimentícia e farmacêutica (meio de cultura para microrganismos, cápsulas, supositórios, anticoagulantes, filme fotográfico, sabonete, creme para mãos, substitui a gelatina, cremes, geléias, maioneses, pudins, merengues, entre outros).

    Alguns dos pigmentos que as suas células possuem: clorofila a, clorofila d (em algumas espécies), ficocianina e ficoeritrina (pigmentos que lhes confere a cor avermelhada/púrpura). Esses pigmentos estão presentes em plastídeos, denominados rodoplastos.

    A presença de pigmento vermelho permite a estas algas sobreviver a maiores profundidades que as demais, uma vez que lhes permite absorver o comprimento de onda que penetra mais fundo nos oceanos: a bioluminescência.

    bibliografia;http://pt.wikipedia.org/wiki/Rhodophyta

  • Chlorophyta

    Chlorophyta é uma divisão de algas verdes, composta por cerca de 8000 espécies4 pertencente ao reino Plantae. Possui clorofila dos tipos a e b e pigmentos acessórios do tipo carotenoides. Tem como material de reserva o amido (polissacarídeo), que é armazenado no pirenoide, e parede celular de celulose, em alguns casos de glicoproteínas, glicocálix, mucilagem ou quitina e celulose. Muitas espécies possuem flagelos em alguma fase da vida e de 1-8 isocontos com mastigonemas. O cloroplasto contém duas membranas e se reproduzem por conjugação ou mitose (divisão simples). O talo pode ser protococoidal, tetraspórico, cenobial, cenocítico, filamentoso, parenquimatoso, fitáceo ou foliáceo.

    Dentre as Chlorophyta, encontramos micro e macroalgas. As macroscópicas são minoria, mas mantêm as características básicas de uma clorófita:

    A presença de clorofilas a e b, além da luteína, que é uma xantofila.
    O amido como material de reserva, há a formação de pirenoides;
    Reprodução assexuada por zoósporos, formados em zoosporângios (caso típico) ou por divisão celular, fragmentação do talo e fases palmeloides.
    A reprodução sexuada apresenta todas as transições entre isogamia e anisogamia. Os gêneros aqui analisados têm alternância de gerações do tipo isomórfica (LEE, 1992).
    Parede celular impregnada de celulose. Porém, a celulose pode ser substituída na camada externa, como no caso do Codium. (LEE, 1992).
    bibliografia:http://pt.wikipedia.org/wiki/Chlorophyta

Algas e sua importância para o meio ambiente

Por Lilian Alves

Algas marinhas são o pulmão do mundo,  produzem mais oxigênio pela fotossíntese do que precisam na respiração, e liberam o excesso para o ambiente. A Amazônia libera muito menos oxigênio para a atmosfera em termos mundiais, pois a maior parte do gás produzido é consumido na própria floresta.

 

No ciclo da vida do ambiente marinho, as algas marinhas têm uma função primordial . São chamados organismos produtores, produzem tecidos vivos a partir da fotossíntese. Fazem parte do primeiro nível da cadeia alimentar e sustentam todos os animais herbívoros. Estes sustentam os carnívoros e assim por diante. Portanto, as características mais importantes das algas são: consomem gás carbônico para fazer fotossíntese, produzem oxigênio para a respiração de toda a fauna, são utilizadas como alimento pelos animais herbívoros (peixes, caranguejos, moluscos, etc.), filtradores (acídias, esponjas, moluscos, crustáceos), e animais do plâncton (zooplâncton). É um grupo muito diverso, contribuindo significativamente para elevar a biodiversidade marinha.

 

BIBIOGRAFIA :https://piscinasnaturaispe.wordpress.com/2008/11/25/algas-e-sua-importancia-para-o-meio-ambiente/

A importância das algas marinhas

O vídeo fala sobre a importância das algas marinhas para o ser humano. A importância na alimentação, no mercado de cosméticos e etc... E retrata também a poluição nos rios e mares causadas pelo próprio homem.

ALGAS VERMELHA

 

As algas vermelhas podem fornecer uma mucilagem chamada ágar (ágar-ágar), utilizada como meio de cultura para bactérias e na indústria farmacêutica, na preparação de laxantes. A carragem (carragim) é outra mucilagem, com finalidade alimentícia, extraída de algas vermelhas; é utilizada na fabricação de caramelos e sorvetes.

Algumas espécies de algas revestem-se de CaCO3, tornam-se rígidas e fazem parte da formação dosrecifes de corais, sendo muitas vezes confundidas com os corais (animais celenterados). A reprodução das algas vermelhas pode ser sexuada ou assexuada e muitas apresentam metagênese.

BIBIOGRAFIA:http://www.coladaweb.com/biologia/ecologia/algas-vermelhas-rodoficeas

Rodofíceas ou algas vermelhas - Diversidade dos Seres Vivos - Biologia

Quais são os principais representantes das algas vermelhas